Museu da Imagem e do Som do Amazonas - MISAM

O plano de criação do museu começou em 1998. Antes da inauguração o museu já tinha 18.593 mil peças, destacando-se o projetor cinematográfico Gaumont (1900-1907) de fabricação francesa movido à manivela, doado pelo Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas – IGHA. Também já fazia parte do acervo inicial: fotos e recortes de jornais emoldurados, um extintor, uma cadeira, e uma placa de platéia e um conjunto de três peças de sofá de palhinha do antigo Cine Teatro O Guarany.



Inaugurado no dia 6 de novembro de 2000 na comemoração da semana do Dia Nacional da Cultura (05 de novembro) com o objetivo de resgatar, pesquisar, coletar, conservar e divulgar acervos que documentam a região amazônica através da imagem, do áudio e do vídeo. Trata-se um museu que une arte e técnica, ou um museu dentro da tipologia de artes visuais.

A primeira sede da instituição era um prédio anexado ao Palácio Rio Negro, fazendo parte do Complexo Cultural Palácio Rio Negro e contava com: salão de exposição, sala de projeção de filmes, sala de televisão via satélite de canais nacionais e internacionais, sala de música com cabines individuais de consulta para uso de cd´s e disco de vinil, sala de vídeo com cabines individuais, sala com cabines individuais com aparelhos de mini-DVD e sala com cabines individuais para acesso à internet.

O acervo conta com aproximadamente 245 mil peças. Acervo sobre cinema, fotografia, música, televisão, rádio e outros tipos que fazem parte da tecnologia de artes visuais. As coleções especiais são:


·    Coleção Silvino Santos: acervo fotográfico, formado por positivos e negativos em vidro, acetato e papel;
·  Coleção Eugênio Barbea: acervo formado por equipamentos fotográficos antigos de diversas marcas e modelos;
·  Coleção Albert Frirsh: acervo de fotografias, contidas no Álbum de Visitas do Amazonas do período Imperial;
·   Coleção Hamilton Salgado: acervo formado por equipamentos fotográficos antigos de diversas marcas e modelos, e fotografias de Manaus dos anos 50 a 70 do século XX.


O acervo é divido pelos setores:

·     Museológico: fotos, cinema, música, TV, rádio, e mobiliário;
·     Iconográfico: fotos em papel, negativos e diapositivos em acetato e vidro, fotos digitais em CD-r e DVD-r e cartão postal;
·     Bibliográfico e Arquivístico: livros, catálogos, jornais e revistas, partituras, cartazes institucionais, pôsteres de cinema, impressos e manuscritos;
·   Audiovisual e Multimídia: filmes, documentos em DVD, fitas de vídeo e película, música em CD, vinil, fitas cassete, DVD e fitas de vídeo.

Em 2009, o museu foi transferido para o Palacete Provincial. Nas visitas realizadas, no antigo prédio e na nova localidade, pode-se perceber a grande diferença de espaço físico, pois antes havia uma divisão de salas para cada tipo de consulta e separado do espaço de exposição de longa duração, no novo prédio passou a ser somente um grande salão a ser dividido com todas as atividades desenvolvidas pelo museu, incluindo a reserva.


Vídeo do local a partir de 12:50 minutos:
http://www.youtube.com/watch?v=02qN03HGHQQ

Endereço: Palacete Provincial, s/n Praça Heliodoro Balbi, Centro.
Telefone: (92) 3233-3677
E-mail: misam@culturamazonas.am.gov.br
Horário: 09h às 17h (teça e quarta)
09h às 19h (quinta, sexta e sábado)
16h às 20h (domingo).
Entrada franca.

Comentários

  1. enviei um email para o endereço acima e voltou. preciso fazer uma pesquisa ou solicitar, caso não tenham o acervo de imagens on-line. como pode me ajudar?
    grata,
    Goya Cruz (de São Paulo)

    ResponderExcluir
  2. PODEM ME REPASSAR O E-MAIL DA MUSEÓLOGA VERALÚCIA FERREIRA DE SOUZA? PRECISO ENTRAR EM CONTATO COM ELA. OBRIGADA.
    Loretta Emiri
    loretta.emiri@alice.it

    ResponderExcluir
  3. Não hã ainda acervo online. Sugiro ligar diretamente para o MISAM.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas