Museu do Homem do Norte

O Museu do Homem do Norte foi inaugurado em 13 de março de 1985, em Manaus, pela Fundação Joaquim Nabuco e hoje está no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA). O objetivo, na época da criação, era de um museu que pudesse refletir a cultura do homem do norte à maneira do então já existente em Recife, o Museu do Homem do Nordeste, com ideais de museu antropológico e didático inspirado nas obras do sociólogo e antropólogo Gilberto Freyre. 
Foto: painel na entrada
Fonte: Rila Arruda, 2011.
Para a sua fundação, também contou com o apoio de empresas privadas, da Universidade Federal do Amazonas - UFAM, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA, da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia - SUDAM, e do governo do Estado.   
                     
O museu, depois de inaugurado passou a executar suas atividades numa edificação de época localizada na Avenida sete de setembro no Centro, que abrigava anteriormente o Corpo de Bombeiros de Manaus.
Foto: museu na Avenida Sete de Setembro
Fonte: Rila Arruda, 2010.
O acervo, inicialmente, foi constituído por produtos regionais, como o guaraná, a borracha, a castanha, a juta, a madeira; por uma casa de farinha; e por setores regionais de mineração, pesca, alimentação, medicina popular, artesanato, arte popular e folclore. Também foi incorporada a coleção etnográfica de Noel Nutels, médico e sanitarista que se dedicou à questão da saúde indígena no Parque do Xingu. Depois, por comodato, foi adquirida a coleção indígena da FUNAI, composta por artefatos domésticos e de ritual, como cestarias, cerâmicas, adornos corporais e máscaras e objetos de rituais. As outras peças encontradas no acervo são de fragmentos arqueológicos, bolo de índio, pontas de lança e machados.

Em julho de 2006, por contrato de comodato, a administração do museu foi repassada à prefeitura de Manaus, através da Secretaria Municipal de Cultura (SEMC), responsável na época pela política municipal de cultura. No entanto, objetivando obras no prédio, o museu foi fechado no dia 14 novembro de 2006, permanecendo assim, até 15 maio de 2008, quando então foi reinaugurado em novo endereço, num prédio histórico reformado e alugado pela prefeitura na Avenida Quintino Bocaúva, Centro.
Foto: museu na Avenida Quintino Bocaúva
Fonte: Rila Arruda, 2010.
No começo do ano de 2009, já na gestão do novo prefeito, por carência de equipe de trabalho e por dificuldades econômicas, de segurança e principalmente administrativas, o museu inicialmente foi fechado. Depois de um tempo, reaberto ao público com horário de atendimento reduzido, até que encerrou suas atividades, por volta do começo do segundo semestre do respectivo ano, apesar do contrato de comodato ainda estar em vigor. Em julho de 2010, o referido contrato expirou, não havendo interesse de prorrogação por parte da prefeitura.
Foto: atual exposição
Fonte: Rila Arruda, 2011.

O governo do Estado, por contrato de comodato, pegou a administração do museu e hoje está no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA) na responsabilidade da Secretaria de Estado de Cultura (SEC). Houve a solenidade de reabertura no dia 29 de setembro de 2011, sendo sua abertura ao público em geral somente a partir de 16 de novembro.

* Texto apenas fatual e descritivo.
* Brevemente haverá um poste específico sobre a nova exposição.

 Assista mais em:

http://tvuol.uol.com.br/assistir.htm?video=museu-do-homem-do-norte-ganha-novas-instalacoes-04024D9A326ECC912326


Centro Cultural dos Povos da Amazônia - CCPA
Praça Francisco Pereira da Silva s/n  (Antiga Bola da Suframa)
Manaus- AM
(92) 2123-5301

Comentários

Postagens mais visitadas